Interação Esportiva

O Blog “Interação Esportiva” faz parte de uma pesquisa de comportamento, com o objetivo de identificar e conhecer a comunicação e a interação entre diversas modalidades esportivas.
Todo conhecimento e informação adquiridos serão utilizados no desenvolvimento de produtos voltados para o segmento esportivo.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Cada cicatriz é uma história


Sábado de manhã. Estação de trem. Estamos a caminho da estação Vila Olimpia. Uma imagem está bem viva no imaginário das pessoas que estiveram ali nesse percurso: ciclistas. Eles invadiram as estações de trem em direção a estação Grajaú.


Correria, espera, ansiedade, alongamentos. Muitos acontecimentos ao mesmo tempo. Teve até ciclista despreparado, que se equivocou com o trajeto e apareceu lá com a bicicleta desapropriada para tal. Volta pra casa.

Antes que nos esqueçamos de mencionar, estamos falando do 2º Passeio Cicloturistico Rota Marcia Prado 2010.

Os “atletas” (entre aspas porque estamos tratando de pessoas comuns que curtem passeios de bike) Fernando Mora, Cristina Kako e Marcelo Abreu, que participaram pela primeira vez da rota, foram unanimes ao dizer que estavam muito animados para o passeio: “acho que o passeio vai ser muito bom, inclusive pelo tempo, hoje não está quente” e completa “todo passeio que você faz é uma superação, sempre que você chega ao final percurso você pensa: Eu consegui! Isso é legal” ressalta o estudante Fernando Mora.





quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Elas chegaram pra ficar!

Grécia Antiga mais Esporte é igual a homem! É isso mesmo, na Antiguidade, apenas os homens podiam praticar esportes. Mas essa matemática, de uns séculos para cá se modificou como a cena masculina no mercado de trabalho tem se modificado, num panorama geral.

(fonte da imagem -  http://www.melhoresvideoaulas.com)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Pedaaaala!


Pense rápido: já programou o que você vai fazer neste fim de ano no quesito ESPORTES?
A adrenalina do Interação Esportiva está a mil e por isso nós temos algumas sugestões para você.
Ah, e se você está pensando em ficar de bobeira, relaxado no sofá e vendo TV, lembre-se, de que as comidas de Natal e Ano Novo são altamente calóricas. Ou seja, não pense duas vezes, se quiser se deleitar nos quitutes das festividades: faça uma atividade física para não ter peso na consciência.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Experiência, persistência e muita garra

Atletas de artes marciais contam em entrevista exclusiva como superam seus medos e dificuldades nos treinos e na hora de competir. Não deixe de conferir!



Veja nos links abaixo as entrevistas completas:

Everton santana
http://www.youtube.com/watch?v=UvYZFm6VfT0

Marcos babuino
http://www.youtube.com/watch?v=hkLLLy7L0c4

Umberto neves:
http://www.youtube.com/watch?v=ZELJ3I7r8uY

Diego Lima
http://www.youtube.com/watch?v=KD8vA4hh-JU

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Ninguém é invencível!

 Lutar, vencer, perder, tentar de novo e de novo... sentimentos e emoções estas que cercam, diariamente, quem escolheu o esporte, não apenas como hobby, mas como filosofia de vida.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Virada Esportiva

Neste último final de semana, 20 e 21 de novembro, aconteceu a 4ª Virada esportiva em São Paulo. O evento, que contou com mais de 36 horas de atividades, conseguiu superar as expectativas em relação à participação do público.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Os fantasmas do sedentarismo


Independente da modalidade, a prática esportiva, quando feita regularmente e de forma prazerosa, influencia diretamente no nosso cotidiano.

Seja uma manobra mais arriscada, uma cachoeira ou um adversário diferente, nos tornamos mais confiantes a cada obstáculo superado. Melhoramos nossa capacidade de relacionamento e de trabalho em grupo, cooperando e tratando com respeito tanto os componentes de nossas equipes quanto os adversários. Também ganhamos mais saúde e muito mais disposição para enfrentar o dia a dia e o ambiente de trabalho.

Por esses e outros motivos, o sedentarismo hoje é considerado um dos principais fatores de morte súbita, além de estar associado a diversas doenças e à perda da qualidade de vida. Com base nisso, e na crescente importância do esporte, o portal Adv do Brasil publicou uma matéria falando desse fantasma, com orientações práticas e objetivas sobre como se cuidar.

Invista em sua saúde. Vale a pena ser saudável!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Entrevista - Corrida Hyundai

Galera,
não deixem de assistir ao bate-papo que tivemos com o Fran e o Doges, organizadores do Hyundai Adventure 2010. Os caras, além de muito competentes, foram super atenciosos com a gente.
Vlw!


quinta-feira, 11 de novembro de 2010

HYUNDAI ADVENTURE





Competição multi esportiva, ou corrida de aventura como é mais conhecida, é a prática de diversos esportes de aventura (orientação, trekking, mountain bike e canoagem) convertidos em apenas um. Os praticantes dessa modalidade, além de curtirem a adrenalina alta, respeitam a natureza, lugar onde, na maioria das vezes, o esporte é praticado.
A equipe do Interação-Esportiva esteve em Atibaia no dia 06 de novembro no Hyundai Adventure e conferiu bem de perto essa aventura eletrizante que é a corrida de aventura.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Viradão Esportivo!


Está marcado para os dias 13 e 14 de novembro a segunda edição do Viradão Esportivo. O evento, que acontece em todo Brasil (diferentemente da Virada Esportiva de São Paulo), contará com uma
série de atividades pontuais com o objetivo de incentivar e valorizar a cidadania.

O projeto é resultado de uma parceria do Ministério dos Esportes com a Central Única das Favelas. Este ano o tema é EDUCAÇÃO. A mobilização alcançará também alguns países como Estados Unidos, Itália e Bolívia.

Parkour no Viradão.


Vale lembrar, aos amantes do Parkour, que no dia 14/11, em Aracaju, Teresina, Recife, Guarulhos e Brasília haverá a prática do esporte. Entre no site e confira os detalhes:

http://www.viradaoesportivo.com.br
.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Pakour, agilidade e eficiência

Mover-se de um ponto ao outro de forma eficiente e veloz usando apenas as habilidades do corpo faz parte do princípio do Parkour. Fundado pelo francês David Belle, o Parkour (ou PK) foi criado para ajudar a superar obstáculos de qualquer natureza no ambiente circundante. O esporte acontece nos locais mais corriqueiros e utiliza-se desde galhos e pedras até grades e paredes de concreto.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Canionismo versus Cascading

Apesar de o Brasil vir se despontando no cenário mundial para a prática do canionismo, essa modalidade esportiva ainda é muito confundida com o cascading.

Basicamente: canionismo consiste em seguir o percurso traçado por um curso d’água no interior de um cânion. Para essa atividade os atletas usam técnica de espeleologia (ciência que explora cavernas), montanhismo, rapel, tirolesa, flutuação, caminhada e desescalada. Já o cascading é a atividade que consiste na descida de cascatas ou cachoeiras. 

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Mergulhando com tubarões



Você já se imaginou nadando em águas cristalinas com dezenas de tubarões a sua volta? Stuart Cove faz isso com a maior naturalidade e ainda convida pessoas para acompanhá-lo numa experiência fascinante. 

Conheça aqui um pouco de sua história e sua incrível aventura nos mares das Bahamas.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Uma esportista muito especial




A “São Paulo Boat Show 2010”, maior feira náutica da America do Sul, recebeu no último dia 15, para uma palestra a velejadora mais jovem a empreender uma viagem solo de volta ao mundo. Jéssica Watson, é o seu nome. 


Garota surpreendente, corajosa, obstinada, empreendedora que com apenas 16 anos se lançou sozinha em uma viagem de circo navegação, transpondo inclusive o temido cabo Horn, o ponto mais meridional da América do Sul, que representa um marco de extremo perigo para todos os navegantes de todas as categorias, um exemplo para todos os velejadores e esportistas de todo o mundo.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Agressive Inline




Por ser um esporte que se tornou popular recentemente, poucas pessoas sabem que os primeiros patins datam do séc. XVII. No séc XX, nos EUA surgiram os patins tradicionais, com duas rodas na frente e duas atrás, chamados de "quad", porém a partir da década de 70 ressurgiram os modelos in-line, o que deu início à patinação agressiva. No Brasil, o Agressive Inline surgiu em 1993, e foi oficializado como modalidade esportiva em 1999, pela Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação.
A modalidade pode ser dividida entre street, com uso de rampas, corrimões, escadas e outros obstáculos urbanos, ou vertical, quando as manobras são realizadas no half (rampa com formato de "U"). Os praticantes do esporte acabam incorporando em si a alma do Agressive Inline e fazendo manobras realmente insanas! Vale pegar corrimões gigantes, altos e de preferência com um "precipício ao lado", pulando de mais de 3 metros de altura, como casas, blocos de apartamentos etc.
No último feriado, rolou o CILS WRS 2010 (Circuito In-line Street Word Rolling Series), na pista Cittá di Maróstica, em São Bernardo do Campo - SP. O evento que aconteceu nos dias 9, 10 e 11 chegou a reunir cerca de 400 atletas, e contou inclusive com a presença de personalidades internacionais, como Brian Aragon (EUA).
O agito ficou por conta de Felipe Zambardino, Santiago, Pia e, claro, Fábio Enes, atleta de apenas 19 anos que já ocupa o 18° lugar no ranking mundial e foi o campeão da etapa. Zambardino surpreendeu quem assistia saltando no meio da galera. Se muitos não conheciam Santiago, a partir de hoje ele será lembrado como o primeiro a saltar da marquise da Cittá di Maróstica.
Mas quem arregaçou mesmo foi Carlos Pianowsky, conhecido como Pia, um patinador insano e persistente, que fez algumas tentativas acertar o salto da marquise na final da competição. Ao final, deixou a galera eufórica que invadiu a pista e o carregou gritando seu nome repetidas vezes. Pia é conhecido por radicalizar e afirma que dificilmente o atleta se acostuma com uma rotina de movimentos, sempre tenta algo diferente, uma nova conquista.

Outra personalidade que esteve presente no evento foi Fabíola da Silva, que apesar de não competir, acabou dando uma força para as mulheres que participaram do campeonato, como Fran e a Taia, que mandaram muito bem no circuito! Fabíola incentiva quem está começando: "Para ser bom em qualquer coisa, é preciso ter dedicação, gostar do que faz, e acreditar no seu sonho".

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Barbosa: calma, paciência e persitência para vencer


Marcos Barbosa, começou a praticar judô aos 13 anos e, em busca de aprimoramento em seu aprendizado, mudou para o Jiu-Jitsu.Tornou-se,em 2007, campeão internacional master é professor e sócio-gerente da Barbosa Jiu-Jitsu MMA. O atleta pratica o Brazilian Jiu-Jitsu há mais de 15 anos e explica que tal modalidade do esporte foi adaptada, há alguns anos, para o vale-tudo. Trata-se de um estilo bem marcante e bem brasileiro.
Para Barbosa, a luta é um reflexo do nosso cotidiano: “Sempre que termino a aula, eu peço para as pessoas não faltarem, porque na aula o cara vem, passa por várias situações e aprende a ter calma, paciência, persistência e compreensão com o outro. A luta é um paralelo da vida e quando a pessoa tá na aula, ela esquece a vida lá fora e tira exemplo, dentro do tatame pra a vida dele”, explica.
O atleta, que sempre teve de correr atrás do que queria, com ajuda de professores e outros colaboradores, diz gostar de desafios. Diante de dificuldades ele se mantém calmo e não se desespera, pois sabe que é uma situação passageira.
Comenta que tudo o que aprendeu no esporte o ajuda a superar os desafios, como por exemplo, quando decidiu parar de competir e se tornar professor. Conseguiu superar essa dificuldade, por não precisar sair do ramo e continuar a fazer o que gosta, apenas mudou um pouco o foco. “O que me atrai mais nessa luta é a liberdade de se poder trabalhar. Essa liberdade te deixa criar várias situações e em competições você sempre vê novos movimentos”, comenta Barbosa.
O campeão internacional afirma que competição é dia a dia, compromisso e que a superação está associada a competição. Sua motivação para buscar novos desafios é não parar de dar aula. “Eu dou aula não somente porque eu preciso e sim porque gosto. Se eu desanimar não tem trabalho e a equipe inteira desmonta. Eu confio muito na força em que as pessoas têm, acreditando em algo mais, porque senão a gente não vai pra frente.
Seu modelo de sucesso é muito forte no sentido de enfrentar desafios, compartilhar sua técnica e treinar pessoas para vencer, tanto no esporte como na vida: “Pra mim é muito bom continuar na área. As pessoas procuram sempre quem está ganhando e muitos começaram a me procurar por eu estar vencendo nas competições. Se eu não tivesse me estruturado para dar aulas eu estaria perdido. Sempre tive bons professores e comecei a ver que eu também poderia ser um bom professor”.
Esse é o Marcos Barbosa, nosso campeão, orgulho de uma categoria esportiva de projeção internacional, mestre nas artes marciais e na vida, que nos ensina a enfrentar desafios e buscar nesse enfrentamento o que de melhor temos a oferecer, ganhando ou perdendo, não importa, mas o que importa é viver com dignidade e auto-confiança. Para finalizar e muito bem, o faixa-preta afirma: “Eu acredito muito em Deus e confio no que faço porque Ele está na minha frente e me abre as coisas”, conclui.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Urban Riders: desafios na vida e sobre duas rodas.


Capacete “coquinho”, luvas, caneleira, mochila e bicicleta com banco baixo equipada com freios a disco, são características de um urban rider, praticantes do Ciclismo Extremo Urbano, que abrange diversas modalidades, como Urban Assult, Downhill, Freeride, Trial, BMX e 4x.

Álvaro Perazzoli, praticante do Ciclismo Extremo, ganhou uma bicicleta aos 11 anos de idade e aos 16 já competia profissionalmente provas de ciclismo de rua. “Descobri o poder que a bicicleta tem de fazer você ampliar o seu mundo e conhecer outros lugares de forma independente”, contou Álvaro.

A liberdade, a falta de regras e o contato com a natureza foram os atrativos que o levaram a continuar a prática do Ciclismo Extremo. Para ele, a bike é mais do que um esporte, é um transporte, terapia, solução ambiental e estilo de vida: “corpo e máquina se tornam um só”, comenta.

Desafios, obstáculos e dificuldades fazem parte do esporte e também da vida pessoal dos praticantes da modalidade, porém, Álvaro nos conta que o maior desafio não é o obstáculo em si, e sim o medo de enfrentá-lo. “Acho que o primeiro passo para enfrentar qualquer obstáculo é se auto-avaliar. Você está preparado para superar isso (psicologicamente, fisicamente e habilmente)? Se sim, se joga, se não, o que falta para superá-lo? Treine isso até conseguir”, incentiva.

Manter-se nesse esporte financeira e socialmente foi um dos desafios que Álvaro enfrentou. Na época em que iniciou a prática, ele não tinha recursos financeiros para ter os equipamentos básicos e tal modalidade estava muito elitizada. Essas dificuldades levaram-no a ficar afastado do esporte e sem conseguir um patrocinador, porém, a vontade e o sonho de voltar a praticar incentivaram-no a criar, em 2003, uma comunidade, a Urban Riders (, com pessoas que tiveram a mesma dificuldade. ”A proposta do Urban Riders é ser uma comunidade de pessoas que gostam de bicicleta, seja qual for a sua modalidade, nível técnico, classe social e idade. É um veículo construído pelos próprios visitantes, seja no conteúdo e mesmo nas ações e eventos”, explica.

Em 2005, a comunidade tornou-se o site www.urbanriders.com.br que, atualmente, é um dos mais acessados e representativos desse segmento no Brasil e possui reconhecimento de atletas, mídias e entusiastas. Álvaro afirma que foi isso que o permitiu ir mais longe do que atleta e começasse a atuar diretamente no esporte como: organizar e cobrir eventos, produzir vídeos, ajudar no marketing e comunicação de empresas e até mesmo desenvolver e auxiliar na importação de produtos específicos para o esporte.

Plenitude e uma grande sensação de que vale a pena buscar algo que se quer é a sensação que Álvaro tem ao conseguir superar as dificuldades. “Se você não consegue vencer seus próprios limites, como conseguirá vencer o próximo?”, comenta. Para ele, o simples fato de estar vivo já é um grande motivo para querer cada vez mais desafios.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Qual é o seu MAIOR DESAFIO?

A cada vitória, nossas lutas se transformam em histórias de superação.

Superar sempre é o combustível e o suporte dos fortes. É a expressão de um querer e o anseio pelo novo. É necessário força e garra para ir além de nossos limites diários.
Pois a luta é a propriedade dos heróis, o caminho natural dos vencedores. Persistir e acreditar que está no rumo certo para conquistar a vitória é estar pronto para o próximo desafio.

Qual é o seu MAIOR DESAFIO?

terça-feira, 13 de julho de 2010

História de Superação: Dustin Carter


Em Cincinnati, Ohio nos Estados Unidos mora Dustin Carter, estudante durante a semana e aos finais de semana praticante de luta greco-romana. Uma história de um garoto que não tem os membros superiores e inferiores, mas mesmo assim esta sempre se superando. Muitos poderiam desistir por não ter membros, mas Dustin Carter não fez isso, resolveu dedicar-se a luta greco-romana e levar uma vida normal. Sabe bem seus objetivos, tornar-se um nutricionista, ser saudável, ter mulher, filhos e ficar rico. Ao ser perguntado o que falaria a uma pessoa que esteja para baixo, triste porque possa ter algumas dificuldades independente de qual seja, ele disse: “Poderia ser pior”.
A sua maior dificuldade foi mostrar as pessoas que ele é como todos nós, e não deixar que olhem para ele como uma pessoa que não tem braços e pernas então "vamos pegar leve com ele".
Uma verdadeira história de superação que inspira a muitas pessoas fazerem suas próprias histórias de superação.
Aqui um vídeo com um pouco da história de Dustin Carter:
Obrigado Daniel Müller por ter nos enviado essa história. Abraços!

quarta-feira, 24 de março de 2010




Pessoal...
Estão lembrados do nosso passeio radical em Brotas?!

Claro que lembram não é mesmo...

Com certeza estão lembrados também do Alemão...um instrutor de rafting que curte muita adrenalina...

Ele é instrutor há 9 anos e é o diferencial da equipe porque sempre proporciona aos aventureiros experiências mais radicais.

Isso aí Alemão...PARABÉNS!!

terça-feira, 16 de março de 2010




Olá, pessoal!

Nossa equipe esteve em Brotas, passamos um fim de semana acompanhando a aventura de uma galera muito radical.

Começamos no sábado acompanhando a equipe “Mamuleiros” na tirolesa (vôo do falcão), um percurso superior a 1km, atravessando diversas cachoeiras e vales.

Aventura das boas!

Essa equipe é de São Paulo, formada por amigos de trabalho e familiares. O grande responsável pela aventura dessa galera é o Carlos Eduardo Vitor, mais conhecido como Carlão.

É isso aí, Carlão... Parabéns!!

Mas, não foi só isso...

Acompanhamos também o canyoning, transposição de cachoeiras usando técnicas de rapel e tirolesa, dessa vez junto com a equipe monitorada pela H2OMEM.

Nessa equipe vale destacar a presença de uma família que decidiu encarar a aventura por conta da sobrinha, Carol, que queria fazer uma atividade mais radical.

Não podemos esquecer dos amigos Reinaldo e Lima que estavam praticando o esporte pela primeira vez:

“Antes de descer você fica apavorado, mas depois que chegou lá em baixo se sente o ‘machão’, um predador por ter superado mais esse desafio”.

Mais um exemplo de superação aqui no nosso Blog. RADICAL!

As mulheres, claro, não ficaram de fora... a aventureira Adriana enfrentou duas quedas de 20m e 30m, mas a de 42m ficou para uma próxima vez...

Apesar do medo, todos conseguiram se superar de alguma forma e vencer o desafio.

Muito obrigada à fazenda Cassorova pela hospitalidade!

O domingo continuou com muita aventura e adrenalina...

Encontramos uma equipe de instrutores de rafting muito animada, atenciosa e profissionalíssima!

Vocês são nota DEZ!

Entre eles estavam campeões mundiais de rafting, que estão ganhando praticamente todos os prêmios internacionais.

PARABÉNS!!

Não podemos deixar de destacar a presença do monitor “Alemão”. Ele é instrutor há 9 anos e é o diferencial da equipe porque sempre proporciona aos aventureiros experiências mais radicais.

Obrigada a todos que participaram conosco nesse passeio RADICAL!

quinta-feira, 11 de março de 2010




Olá pessoal!!

Vou apresentar pra vocês mais um participante muito especial da nossa pesquisa.
Marcio Simidamore Martini, mais conhecido como Marcio Barata, tem 28 anos e é paulistano.

O Marcio pratica trekking e caminhadas. Sabe como ele se interessou pelo esporte? Pela TV... é isso mesmo!

Ele gostava de assistir aos programas com conteúdo de aventura. Resolveu, então, caminhar pelas trilhas do Parque Estadual do Jaraguá, que era próximo à sua residência e o único local que conhecia naquela época.

Mas, a paixão pela aventura só começou mesmo quando ele se alistou na Força Aérea, onde ficou durante 6 anos, até 2006. Os treinamentos na mata foram os grandes responsáveis em despertar a paixão pela aventura.

Em 2002 ele fez a primeira travessia, percorrendo a serra do mar em Paranapiacaba. Lá ele acampou no famoso mirante de Paranapiacaba e desceu a famosa trilha do Poço das Moças, no total foram 12 horas de muita aventura.

Muito bom!!

Depois disso ele não parou mais. Rapel, escalada, montanhismo...escalando grandes rochas como a Maria Antonia (Bragança Pta.) e a Ana Chata (S. B. do Sapucaí) e chegando ao super topo do Pico das Agulhas Negras e do Pico dos Marins.

E, com tanta aventura, o Marcio se tornou um grande estudioso da área. Hoje ele faz faculdade de Educação Física e publica trabalhos. Dá uma conferida nessa matéria sobre uma das muitas aventuras dele:

http://www.faculdadeflamingo.com.br/blog/?p=778#more-778

Parabéns, Marcio!!

Participe você também da nossa pesquisa. Mostre quem é você e o seu esporte!

sexta-feira, 5 de março de 2010


Lembra da nossa paraquedista Cris?


Ela é a mais nova participante das nossas comunidades do orkut...e...claro... da nossa pesquisa.


E não pára por aí...


A Cris tem um site onde ela compartilha todas as suas aventuras no paraquedismo...são fotos lindíssimas...


Entre lá e confira:




Valew Cris!!

quarta-feira, 3 de março de 2010

PARAQUEDISMO EM BOITUVA



A equipe Arcode esteve em Boituva no dia 15 de fevereiro, para acompanhar de perto a aventura da galera do paraquedismo.

E como nosso último post foi sobre SUPERAÇÃO, nos chamou atenção a história de uma paraquedista pra lá de especial.

O nome dela é Cris (Cristiane Jocys). Ela é engenheira de segurança eletrônica, conhece diversos lugares do mundo e desde a adolescência pratica esportes radicais. Sabe por que ela virou paraquedista? Porque os outros esportes já não davam adrenalina nem representavam desafios. Uau!

“Tudo perdeu a graça depois que saltei de bung jump da maior ponte da Europa”, diz ela.
Atualmente a Cris está buscando espaço para ser instrutora de paraquedismo, fazendo saltos duplos, uma área dominada pelos homens.

A Cris se considera uma PREDADORA porque é radical, lutadora, batalhadora e uma perseguidora dos seus objetivos.

SUPERAÇÃO total! Mas ela não foi a única...

Presentes no dia estavam Flávia Gabetti (estudante de biomédicas - USP) e Ellen Araújo (estudante de rel. internacionais). Elas estavam saltando pela primeira vez! Sendo um exemplo de SUPERAÇÃO, mostrando que são capazes de enfrentar desafios.

PARABÉNS!

E você...qual o seu exemplo de SUPERAÇÃO?

SUPERAÇÃO


SUPERAÇÃO vem de SUPERAR. A palavra tem origem no latim supero, -are e significa ESTAR ACIMA, SOBRESSAIR, DOMINAR.

Os grandes vencedores sempre têm uma história de superação que os impulsionaram à vitória.
SUPERAR é ir além dos limites...é PODER quando as circunstâncias apresentam diante de você a FRAQUEZA e o FRACASSO iminentes.


Na história da humanidade há diversos casos de pessoas que se destacaram em meio às mais diversas dificuldades. Beethoven, mesmo surdo, continuava compondo. Grande parte de suas obras foi realizada no período de maior gravidade de sua doença.


A superação vem basicamente da vontade de realizar algo maior, de superar os limites, de alcançar o topo. É isso que torna algumas pessoas especiais. VENCEDORAS!


Pessoas comuns capazes de atingir o mais elevado posto em sua atividade: o SUCESSO!

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

O que é a "interação esportiva"



A pesquisa “Interação Esportiva” está sendo desenvolvida pela agência de comunicação Arcode e faz parte de um projeto para a criação de identidade e comunicação de marcas e produtos direcionados para o esporte que você pratica.
Nosso objetivo é conhecer seus gostos, sua linguagem, suas referências culturais e, ao mesmo tempo, entender sua relação de proximidade e distanciamento com outras modalidades.
Conhecendo melhor o público de cada esporte, poderemos desenvolver marcas e produtos que realmente atendam às suas necessidades, e sejam capazes de transmitir o espírito do esporte que você pratica, com maior proximidade e que fale a sua língua. Através das pesquisas, o público pode participar do processo de criação e interagir com nossa equipe, no ajudando a saber o que você quer e de que forma.